O supercarro, exclusivo para pista, mantem os 1050 cv de potência, mas passa a gerar 830 kg de força descendente à sua velocidade máxima.

A Ferrari apresentou este fim de semana no evento Finali Mondiali no circuito de Mugello uma nova atualização do seu modelo de pista topo de gama (que compete numa série especial de clientes deste modelo, criada em 2005). Disponível através de um pack ou de produção bastante limitada, o FXX-K Evo foi redesenhado de modo a conseguir gerar 830 kg de força descendente à sua velocidade máxima (640 kg a 200 km/h). Isto equivale a uma melhoria de 23% face ao FXX convencional e de 75% face ao LaFerrari, o que o aproxima dos valores do modelo utilizado em competições de GT3. O Evo conta com para-choques modificados (para melhor circulação do ar – com 10% do aumento da força descendente a ser da responsabilidade de uma nova entrada de ar junto às rodas da frente – e uma vareta giratória vertical no para-choques traseiro. A nova frente é inspirada nos GT da marca de Maranello e as entradas de ar para os travões da frente também foram alteradas. Graças às mudanças na traseira (com um spoiler móvel) é possível obter mais 10% de carga aerodinâmica.

Por dentro, destaque para o novo volante, ecrã de infotainment de maiores dimensões (com nova telemetria em tempo real e câmara de visão traseira), nova suspensão e materiais que lhe permitem ter um conjunto mais leve.

O FXX-K Evo mantem os 1050 cv de potência reunidos através de um sistema híbrido (com um motor V12 atmosférico 6.3 com 860 cv capaz de alcançar 9200 rpm e um motor elétrico e sistema Kers).

Assine Já

Edição nº 1460
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes